Ácido tolfenâmico em leitoas: efeito no desempenho das leitegadas

1Buzato, AM; 2Kummer A, 3Coldebella A, Deon JK

Introdução
A síndrome da disgalaxia pós-parto (SDP) é uma patologia que acomete a fêmea suína de distribuição global, principalmente nas criações intensivas. Reconhecida como importante processo patológico do puerpério, sendo a leitoa a categoria mais acometida (8). A SDP é uma das principais causas de problemas neonatais com consequências durante a fase de lactação (4).A disgalaxia pós-parto é caracterizada por hipogalaxia no puerpério (6), a fêmea apresenta febre, redução do apetite, mastite e os leitões demonstram sinais de fome, porém a sintomatologia pode variar (5). Na grande maioria dos casos, a hipogalaxia não é claramente identificada, assumindo um caráter sub-clínico, mas a redução da produção de leite compromete o desempenho da leitegada. A utilização de ferramentas que reduzem a inflamação da glândula mamaria, especialmente nas leitoas, tem demostrado impacto positivo na lactação (4). Para contribuir com a melhoria do desempenho das leitoas na maternidade, o objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um anti-inflamatório não esteroidal (AINE), à base de ácido tolfenâmico, como um tratamento profilático da síndrome da SDP, no resultado zootécnico da leitegada.

Resultados e discussão
O grupo tratado obteve 0,41% menos mortalidade até o 18º dia de lactação (p = 0,0285). Essa taxa aumenta para 4,5% quando analisadas as leitegadas sem ocorrência de diarreia. Nesta categoria, a mortalidade acumulada no dia 18 foi de 4,3% e 8,8% para os grupos “tratado” e “controle”, respectivamente (p = 0,0005). Estes resultados sugerem que na presença de diarreia o tratamento perde seu efeito.
A média de peso dos leitões aos 18 dias em leitegadas sem diarreia foi de 4949g, comparada a 4593,7g das leitegadas com diarreia.
Especificamente para as leitegadas sem diarreia, o ganho de peso total da leitegada no grupo tratado foi 9,0% (p <0,05) maior que o grupo controle. Trabalho similar, utilizando profilaticamente ácido tolfenâmico 4%, relatou um ganho de 280g no desmame em leitões filhos de leitoas tratadas (3).

Diferentes benefícios dos AINEs no tratamento da SDP têm sido demostrados, a exemplo do efeito o meloxicam no aumento de peso de leitões (2, 5) e nas concentrações de IgG no primeiro e segundo dia pós-parto (5). O tratamento profilático injetável à base de ácido tolfenâmico 4% no pós-parto em leitoas reduz os efeitos negativos do processo inflamatório que caracteriza a SDP. Além disso, reduz a sensibilidade à dor e consequente desconforto na amamentação contribuindo com o desempenho das leitegadas.

Autores
1Vetoquinol Saúde Animal/Instituto Federal Catarinense, 2Veterinária, Ms e pesquisadora autônoma ³Embrapa Suínos e Aves, Concórdia (BR). Autor para correspondência: andre.buzato@vetoquinol.com

O estudo poderá ser conferido na íntegra na edição 03 da revista do SuiSite, que será publicada em março/2022.

Referências

(1) Albáñez, J.M.; Renaud, P.; Grandemange, E.; et al. Tolfenamic acid (Tolfine®, Vetoquinol) increases the weight gain of piglets born form gilts. European Symposium of Porcine Health Management (ESPHM), Utrecht, Netherlands, 2019.

(2) Bortolozzo, F.P; Wentz. I, et.al. Síndrome da Disgalactia pós-parto na porca: uma visão atual do problema. Acta Scientiae Veterinariae. v. 35 (Supl.), p.157-164, 2007.

(3) Lamana, J.M. Uma revisión sobre el síndrome de Disgalaxia postparto em cerdas madres. Avances tecnologia porcina, v.2, mar, 2005.

(4) Madec, F.; Miquet, J.M.; Leon, E. La pathologie de la parturition chez la truie: Étude épidémiologique dans cinq élevages. Rec Méd Vét. v.168, p.341-349, 1992.

(5) Mainau, E.; Ruiz-de-la-Torre, J.L.; Dalmau, A. et al. Effect of meloxicam (Metacam®) on post-farrowing sow behavior and piglet performance. Animal. 2012.

(6) Mainau, E.; Temple, D.; Manteca, X. Experimental study on the effect of oral meloxicam administration in sows on pre-weaning mortality and growth and immunoglobulin G transfer to piglets. Preventive Veterinary Medicine. 2016.

(7) Papadopoulos, G.A., Vanderhaeghe, C.; Janssens, G.P.J.; et al. Risk factors associated with postpartun dysgalactia syndrome in sows. Veterinary Journal., v.184, n. 2, p.71-167, 2010.

(8) Powe,T.A Laction failure: dysgalactia, agactia e hypogalactia. In: Current veterinary therapy 2: food animal practice. Howard, J.L.Saunders Company.Secção 13, p.771-773,1986.

(9) SAS INSTITUTE INC. System for Microsoft Windows, Release 9.4, Cary, NC, USA, 2002-2012. (cd-rom).

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data
AviSite
PecSite
PecSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

imagem01

Mais de 120 mil animais foram imunizados contra Peste Suína Clássica em Alagoas

A campanha faz parte do projeto piloto de implantação do Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica (PSC). Página 18.

imagem02

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A Agrosys acompanha e segue atenta às mudanças que o mercado exige e entende que a transformação digital através de Sistemas de Gestão inteligentes tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 20.

imagem03

Produção de carne suína de qualidade por meio de recursos genéticos e seus cruzamentos

Este trabalho apresenta algumas informações de pesquisa relacionadas à genética e demais fatores envolvidos nas alterações da qualidade da carne, e também as possíveis opções para melhorar a qualidade da carne no curto prazo, preservando o bom desempenho do sistema produtivo. Página 24.

imagem04

O que a genética reserva para o futuro da suinocultura

O advento de técnicas como a genômica, a edição genética, a evolução da bioinformática e o surgimento de novas metodologias reprodutivas, têm possibilitado um progresso genético mais rápido e eficaz. Página 34.

imagem05

Saúde intestinal na porca e seu impacto na produção de leite e resultados da leitegada

O período de lactação é fundamental na produção intensiva de suínos, pois ele está ligado diretamente ao desempenho subsequente dos leitões. Página 44.

imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp