Evonik monta centro de tecnologia em SP para atender América do Sul

Objetivo foi concentrar em um novo prédio laboratórios que antes estavam distribuídos em diferentes unidades da companhia no país

A Evonik, uma das grandes fornecedoras globais de especialidades químicas, inaugurou ontem seu primeiro Centro de Tecnologia Aplicada (ATC, na sigla em inglês) no Brasil, mediante investimento de R$ 20 milhões.

Já em operação em Americana, no interior paulista, o centro começou a ser construído em 2020 e reúne oito laboratórios e duas plantas piloto, concentrando em um novo prédio laboratórios que antes estavam distribuídos em diferentes unidades da companhia no país.

Voltado ao atendimento de clientes na América do Sul e Central, o ATC foi equipado com tecnologias de ponta e é “essencial para a Evonik”, potencialmente trazendo ganhos não só para clientes mas para a sociedade, diz o presidente da companhia para a Região América Central e do Sul da companhia, Elias Lacerda.

“A sustentabilidade é uma tendência forte e o Brasil tem vantagens estratégicas frente a outras regiões. O ATC dá suporte também para a busca de soluções rumo à economia verde”, afirma o executivo.

Conforme Lacerda, os laboratórios de aplicação que compõem o centro estão direcionados a mercados estratégicos para companhia, como agronegócio, construção civil, cuidados pessoais e nutrição animal, entre outros. As plantas piloto, por sua vez, são voltadas a nutrição animal e poliuretanos.

A escolha de Americana levou em conta as instalações industriais existentes da Evonik na cidade, a proximidade com grandes clientes e universidades, e o acesso fácil ao Aeroporto de Viracopos, na praticamente vizinha Campinas. Cerca de 20 profissionais trabalham no centro.

Com vendas consolidadas de € 15 bilhões em 2021, o grupo teve forte desempenho na América do Sul e Central. Ante 2019, as vendas da operação subiram 15%. Frente a 2020, a expansão foi superior a 20%. De acordo com a diretora financeira da Evonik, Ute Wolf, a região foi melhor do que as demais em 2021.

A pressão de custos em energia e matéria-prima percebida a partir do ano passado, de acordo com a executiva, deve se manter em 2022. “Mas a operação na Europa vai sentir mais [a pressão de custos] que as Américas”, afirma, ao ser questionada sobre potenciais impactos da escalada dos preços do petróleo nos negócios do grupo.

Conforme Lacerda, no Brasil, o agronegócio é um dos principais setores de atuação da Evonik e tem mostrado forte desempenho, embora uma eventual escassez de fertilizantes por causa das sanções à Rússia e o avanço da inflação possam trazer danos à atividade. Infraestrutura e mobilidade também são mercados relevantes e promissores no país, acrescenta.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data
AviSite
PecSite
PecSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

imagem01

Mais de 120 mil animais foram imunizados contra Peste Suína Clássica em Alagoas

A campanha faz parte do projeto piloto de implantação do Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica (PSC). Página 18.

imagem02

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A Agrosys acompanha e segue atenta às mudanças que o mercado exige e entende que a transformação digital através de Sistemas de Gestão inteligentes tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 20.

imagem03

Produção de carne suína de qualidade por meio de recursos genéticos e seus cruzamentos

Este trabalho apresenta algumas informações de pesquisa relacionadas à genética e demais fatores envolvidos nas alterações da qualidade da carne, e também as possíveis opções para melhorar a qualidade da carne no curto prazo, preservando o bom desempenho do sistema produtivo. Página 24.

imagem04

O que a genética reserva para o futuro da suinocultura

O advento de técnicas como a genômica, a edição genética, a evolução da bioinformática e o surgimento de novas metodologias reprodutivas, têm possibilitado um progresso genético mais rápido e eficaz. Página 34.

imagem05

Saúde intestinal na porca e seu impacto na produção de leite e resultados da leitegada

O período de lactação é fundamental na produção intensiva de suínos, pois ele está ligado diretamente ao desempenho subsequente dos leitões. Página 44.

imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp