Livro retrata as três décadas de contribuição da ABAG para o desenvolvimento do agro brasileiro

A Associação Brasileira do Agronegócio (ABAG) realizou, na noite do dia 30 de novembro, em São Paulo (SP), o lançamento do livro “ABAG 30 anos: Três décadas pelo desenvolvimento do agronegócio brasileiro”. Evento reuniu associados da ABAG, autoridades políticas, lideranças empresariais, outras entidades setoriais e imprensa. Uma versão em PDF da obra comemorativa pode ser baixada gratuitamente no site da ABAG.

Em seu pronunciamento, Luiz Carlos Corrêa Carvalho, presidente da ABAG, fez uma avaliação de 2023, das conquistas e dos desafios do setor. “Estamos celebrando um ano complexo, de transição global, o que motivou a ABAG a ter dois olhares. No âmbito interno, tivemos vitórias importantes no Legislativo, para o futuro do nosso setor. No contexto internacional, estamos participando ativamente da geopolítica, para defender os interesses de nosso setor e combater o unilateralismo”, destacou.

Carvalho anunciou ainda que a ABAG está lançando um plano estratégico de comunicação abrangente e de longo prazo, pautado em quatro pilares: legitimidade, inovação, união e nas mulheres. O propósito é aumentar o conhecimento da sociedade em geral sobre o agronegócio brasileiro, destacando a presença da tecnologia e da sustentabilidade em todos os elos da cadeia, o que tem impulsionado ganhos sucessivos de produtividade e eficiência.

“Desde a época em que o ministro Roberto Rodrigues foi o presidente da ABAG, temos essa preocupação de trabalhar a imagem do agro no Brasil e no mundo. Por isso, decidimos implantar um projeto de longo prazo, composto por uma série de ações que traduzam nosso setor. A reconstrução da imagem do agro representa todos nós”, explicou Carvalho.

O livro ABAG 30 anos, composto por sete capítulos e mais de 150 páginas, retrata todas as iniciativas, ações e propostas da entidade para a valorização e para o crescimento do agro nacional, enaltecendo suas cadeias produtivas e reforçando o papel do setor para a economia brasileira, para o desenvolvimento social e para a preservação do meio ambiente. A obra é resultado de parceria da ABAG com a BB Editora.

Gislaine Balbinot, diretora executiva da ABAG, recordou o pioneirismo da entidade a ABAG ao colocar em pauta o tema da sustentabilidade. “Quando ainda não se tratava de mudanças climáticas, neutralidade de carbono e impacto ambiental, nós já defendíamos isso”, afirmou, destacando o perfil de atuação da ABAG, voltado a temas transversais, que afetam todos os entes das cadeias que compõem o agronegócio brasileiro.

Sediada em São Paulo (SP), a ABAG foi fundada da em 1993, no Congresso Nacional, em Brasília (DF), por Ney Bittencourt de Araújo, primeiro presidente da entidade e fundador da Agroceres. Em três décadas, a ABAG consolidou-se como uma presença permanente em fóruns nacionais e internacionais, como a COP28, que acontece em Dubai (Emirados Árabes), entre 30 de novembro e 12 de dezembro.

Patrocinaram a publicação do livro os associados da ABAG VBSO Advogados, Green Has Brasil, Techfertil, Syngenta, InpEV (Instituto Nacional De Processamento De Embalagens Vazias), CropLife Brasil, Ceres, Andav (Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, Agrometrika, Yara, Sonda, OCP Brasil, Minerva Foods, John Deere, JBS, Jacto, Evo Inc, Cosan, Copersucar, CNH Industrial, Agropalma, ABAG-RP, Agroceres e Cargill.

Notícias Relacionadas

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

sui1

Mulheres dirigem 1,7 milhão de propriedades rurais no Brasil e continuam quase invisíveis

Publicação Mulheres na Pecuária traz histórias femininas na gestão de fazendas pelo Brasil. Página 08.
sui2

De olho no mercado externo: com investimento de mais R$ 40 milhões, Topigs Norsvin inaugura Inovare Núcleo Genético, em Lages (SC)

Granja núcleo terá capacidade para alojar mais de mil bisavós; foco é mostrar ao mundo que o Brasil pode ser referência na produção e exportação de genética suína. Página 12.
sui3

Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 1,159 trilhão este ano

Recordes de produção de lavouras respondem por esse resultado. Página 18.
sui4

Exportação cai, mas mercado doméstico se mantém estável

Estabilidade indica uma cautela nos elos finais da cadeia que não estariam ‘arriscando’ adquirir mais do que o que efetivamente será vendido. Página 20.
sui5

KemzymeTM Protease. Uma solução inovadora para melhoria da rentabilidade na produção de suínos

Com o aumento global dos custos para produção de proteína, é imprescindível que a digestibilidade desta seja melhorada.. Página 32.
imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp