Mapa encerra encontro de adidos com mensagem de fortalecimento do agro brasileiro no mundo

Evento de cinco dias terminou na noite desta terça-feira (28) e preparou os adidos para apresentar o trabalho do Mapa mundo afora

O Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) encerrou, na noite desta terça-feira (28), o 5º Encontro dos Adidos Agrícolas Brasileiros. O evento, realizado entre 24 e 28 de novembro, reuniu adidos agrícolas que, ao longo de cinco dias, tiveram oportunidade de participar de rodas de conversa com o setor privado, bem como capacitações em temas diversos oferecidas pela secretaria-executiva do Mapa.

A abertura do evento, organizada pelo Mapa em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (ApexBrasil) foi realizada junto ao 1º Encontro Nacional do Agro, teve como tema “Resultado das Exportações e Estratégias para 2024” e contou com a participação de presidentes e diretores de mais de 20 entidades setoriais, além de autoridades do governo.

Em seguida, foram realizados seis painéis sobre grãos, fibras e frutas; os desafios da indústria alimentícia de alto valor agregado; a imagem do agro brasileiro no mercado internacional; pecuária e pets; proteínas; e energias renováveis.

No mesmo dia, Mapa e Apex assinaram um Acordo de Cooperação Técnica que estabelece parceria entre as instituições visando a propor diretrizes de ação, alinhar processos e atribuir responsabilidades para a execução das iniciativas que vão beneficiar a competitividade do setor agropecuário brasileiro.

Na segunda-feira (27), o secretário de Comércio e Relações Internacionais (SCRI/Mapa), Roberto Perosa, e o secretário adjunto, Julio Ramos, apresentaram a agenda internacional do ministério, ressaltando os resultados já alcançados (como os mais de 70 mercados abertos apenas em 2023, por exemplo), bem como as prioridades, estratégias e expectativas da pasta para o próximo ano.

Paineis temáticos abordaram temas como negociações não tarifárias e sustentabilidade; cooperação técnica internacional; acesso a mercados; e presidência brasileira do G20. A chefe de gabinete da SCRI, Francieli Covatti; o diretor do Departamento de Negociações Não-tarifárias e de Sustentabilidade, Marco Alencar; o diretor do Departamento de Promoção Comercial e Investimentos, Marcel Moreira; a diretora do Departamento de Negociações e Análises Comerciais, Ana Lúcia Gomes; e o assessor da SCRI, Jean Manfredini, marcaram presença nos paineis.

O projeto de recuperação de pastagens degradadas, que deve ser lançado nos próximos dias pelo Governo Federal, também foi tema de um dos paineis. Na ocasião, o diretor da SCRI Marcel Moreira; o secretário adjunto de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo do Mapa, Pedro Neto; o presidente do comitê gestor do portfólio Amazônia da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), Judson Valentim; e o diretor de agronegócios do Banco do Brasil, Jaime Pinto Jr, falaram sobre a implementação do programa, bem como mecanismos financeiros e o destaque da iniciativa durante a participação do Brasil na COP 28.

Mais tarde, no mesmo dia, os resultados obtidos com o Plano ABC+ e um pouco da trajetória brasileira de transformação para uma agropecuária sustentável e de baixa emissão de carbono foram apresentados aos adidos. O painel foi mediado pela secretária de Inovação, Desenvolvimento Sustentável, Irrigação e Cooperativismo do Mapa, Renata Miranda.

O secretário adjunto de Defesa Agropecuária, Allan Alvarenga, expôs, em painel sobre Influenza Aviária, aspectos relacionados à certificação eletrônica, à situação sanitária, às auditorias remotas e à agenda regulatória para 2024. O secretário adjunto Julio Ramos foi o mediador da discussão sobre o acordo comercial do Mercosul com a União Europeia e a chefe da Assessoria Especial de Comunicação Social do Mapa, Carla Madeira, palestrou sobre a estratégia de comunicação Mapa e a interação com os adidos agrícolas.

Na terça-feira (28), último dia de evento, a programação do encontro abordou estratégias de promoção comercial, imagem e comunicação, sustentabilidade ESG, resultados e perspectivas para a missão dos próximos adidos.

CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO – O encerramento do 5º Encontro dos Adidos Agrícolas Brasileiros ocorreu na sede do Mapa, com a presença do assessor especial Carlos Augustin; do secretário Roberto Perosa; do secretário adjunto Julio Ramos; e do diretor Marcel Moreira.

Na ocasião, o assessor especial do Mapa, Carlos Augustin, afirmou que o time de adidos é um “exército” essencial ao êxito do Brasil. “O Brasil é uma potência econômica, agrícola e ambiental. Vamos continuar essa missão, seremos cada vez melhores, e seguiremos precisando de vocês para abrir as portas à nossa economia mundo afora.”

O secretário adjunto Julio Ramos, por sua vez, avaliou o evento de cinco dias como “importante e enriquecedor”, que ofereceu ao Mapa e aos adidos a oportunidade de aprender e pensar o Brasil do presente e do futuro. “Vocês, adidos, são nossas pontas de lança, nossas bandeiras além das fronteiras, para fazer esse papel de mostrar o verdadeiro Brasil, que amamos, acreditamos e que devemos defender todos os dias. É o Brasil que gera emprego, renda e alimenta o mundo”, declarou.

O trabalho do Mapa e dos adidos ao redor do mundo deve ser pautado pela busca por um legado que será deixado ao fim dos quatro anos de trabalho, segundo o secretário-executivo adjunto do Mapa, Cleber Soares. “Nossa expectativa e do ministro Fávaro é deixar o legado de uma gestão contemporânea, não só para abrir mercados, mas deixar algo de concreto na história do Brasil, deixar marcado que passamos por aqui”.

Notícias Relacionadas

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

sui1

Mulheres dirigem 1,7 milhão de propriedades rurais no Brasil e continuam quase invisíveis

Publicação Mulheres na Pecuária traz histórias femininas na gestão de fazendas pelo Brasil. Página 08.
sui2

De olho no mercado externo: com investimento de mais R$ 40 milhões, Topigs Norsvin inaugura Inovare Núcleo Genético, em Lages (SC)

Granja núcleo terá capacidade para alojar mais de mil bisavós; foco é mostrar ao mundo que o Brasil pode ser referência na produção e exportação de genética suína. Página 12.
sui3

Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 1,159 trilhão este ano

Recordes de produção de lavouras respondem por esse resultado. Página 18.
sui4

Exportação cai, mas mercado doméstico se mantém estável

Estabilidade indica uma cautela nos elos finais da cadeia que não estariam ‘arriscando’ adquirir mais do que o que efetivamente será vendido. Página 20.
sui5

KemzymeTM Protease. Uma solução inovadora para melhoria da rentabilidade na produção de suínos

Com o aumento global dos custos para produção de proteína, é imprescindível que a digestibilidade desta seja melhorada.. Página 32.
imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp