RS pede reconhecimento de zona livre de febre aftosa à China

Pedido pode ampliar número de frigoríficos gaúchos habilitados e permitir comercialização de carne com osso e miúdos para a China

A comitiva do Rio Grande do Sul na China reforçou ao governo chinês, na quarta-feira (29), o pedido para que o estado tenha o seu status de zona livre de febre aftosa sem vacinação reconhecido pelo país.

O pedido foi apresentado pelo vice-governador Gabriel Souza ao secretário-geral do Ministério da Agricultura, Sui Pengfei, durante reunião em Pequim.

“Tal medida resultará na possibilidade de ampliarmos o número de frigoríficos gaúchos habilitados e comercializarmos carne com osso e miúdos para o país”, disse Souza.

No documento entregue ao representante do governo chinês, o estado reforça o seu potencial de produção e condições sanitárias que permitem o fornecimento de proteínas de origem animal de qualidade superior.

Os reconhecimentos sanitários internacionais de destaque do Rio Grande do Sul – livre de peste suína clássica (CSF), desde 2016, e livre de febre aftosa (FMD) sem vacinação, desde 2021 – também foram apresentados no documento.

O secretário-geral contou ao grupo que conheceu o Brasil no início dos anos 2000 e que, na ocasião, visitou o Rio Grande do Sul. “Sei que o estado é conhecido como o celeiro do Brasil e a visita ao nosso país demonstra o desejo de aproximar ainda mais as relações”, afirmou Sui Pengfei.

Sobre o pedido apresentado pelo vice-governador para o reconhecimento do status sanitário, Sui Pengfei informou que será organizado um grupo de trabalho específico para discutir o tema.

“Temos um espaço de cooperação entre China e Rio Grande do Sul. Inclusive, todos os anos importamos um expressivo valor em produtos, em especial do comércio agrícola. Por isso, prevejo que há um espaço importante de crescimento”, ressaltou o secretário-geral.

A reunião também contou com a participação do titular da Secretaria de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ernani Polo, e do adjunto da Secretaria da Agricultura, Pecuária, Produção Sustentável e Irrigação (Seapi), Márcio Madalena, assim como do presidente da Assembleia Legislativa, Vilmar Zanchin.

Madalena aproveitou a oportunidade para falar sobre o perfil da produção agropecuária do estado. “Focamos na questão da proteína animal, que é o nosso interesse principal da missão, mas também apresentamos diversas outras cadeias produtivas em que nos destacamos em termos de produtividade, como o vinho, a noz-pecã e a soja”, disse.

“Também formalizamos nosso pleito pelo reconhecimento do status sanitário de zona livre de aftosa sem vacinação. Reafirmamos que estamos prontos para recebê-los no Rio Grande do Sul para uma missão de reconhecimento e internalização desse status. Isso nos possibilitará a venda de carne com osso e de miúdos, que são uma demanda muito grande da China”, ressaltou Madalena.

Polo destacou que a reunião foi produtiva e necessária para reforçar a pauta, que já vem sendo tratada em diálogos com os chineses. “O fato de o governo gaúcho estar na China, nessa missão liderada pelo vice-governador Gabriel Souza, com secretários, empresários, líderes do setor de proteína animal e parlamentares, fortalece e oficializa esse pedido”, disse.

“Temos excelência sanitária e produtos de qualidade que nos colocam em condição de competitividade para aumentar as exportações gaúchas para a China”, acrescentou o titular da Sedec.

Notícias Relacionadas

Informativo diário | cadastre-se agora e receba diariamente a principais notícias do mercado gratuitamente

Canal Mundo Agro

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

sui1

Mulheres dirigem 1,7 milhão de propriedades rurais no Brasil e continuam quase invisíveis

Publicação Mulheres na Pecuária traz histórias femininas na gestão de fazendas pelo Brasil. Página 08.
sui2

De olho no mercado externo: com investimento de mais R$ 40 milhões, Topigs Norsvin inaugura Inovare Núcleo Genético, em Lages (SC)

Granja núcleo terá capacidade para alojar mais de mil bisavós; foco é mostrar ao mundo que o Brasil pode ser referência na produção e exportação de genética suína. Página 12.
sui3

Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 1,159 trilhão este ano

Recordes de produção de lavouras respondem por esse resultado. Página 18.
sui4

Exportação cai, mas mercado doméstico se mantém estável

Estabilidade indica uma cautela nos elos finais da cadeia que não estariam ‘arriscando’ adquirir mais do que o que efetivamente será vendido. Página 20.
sui5

KemzymeTM Protease. Uma solução inovadora para melhoria da rentabilidade na produção de suínos

Com o aumento global dos custos para produção de proteína, é imprescindível que a digestibilidade desta seja melhorada.. Página 32.
imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp