“Se for feita com plantas, não chame de carne”, determina França

Proibição do uso da palavra carne começa em outubro

A França planeja banir o uso de nomes de carne como “bife” e “linguiça” em alimentos proteicos à base de plantas, de acordo com um decreto publicado nesta quinta-feira (30/6), em uma tentativa de evitar confusão sobre a moda das carnes alternativas.

A França é o primeiro país da União Europeia a efetuar tal movimento.

O mercado de alimentos semelhantes à carne à base de vegetais aumentou nos últimos anos, atraindo grandes investimentos de grupos agroalimentares globais que esperam capitalizar uma tendência de alimentação em geral saudável, incluindo menos carne vermelha.

“Não será possível usar a terminologia específica do setor tradicionalmente associada à carne e peixe para designar produtos que não pertencem ao mundo animal e que, em essência, não são comparáveis”, diz o decreto oficial.

O regulamento se aplica apenas a produtos fabricados na França, e o maior lobby agrícola do país, FNSEA, disse que não foi longe o suficiente, pois deixou a porta aberta para as importações.

A associação francesa da indústria de carnes Interbev saudou a implementação da lei adotada inicialmente em 2020, logo após o fim do bloqueio pandêmico.

“Esta disposição é um primeiro passo em território francês, pioneira na proteção de seus nomes, que deve ser estendida a nível europeu”, afirmou em comunicado.

Termos como “leite”, “manteiga” e “queijo” já são proibidos a nível europeu em produtos que não sejam de origem animal.

A palavra “hambúrguer” usada por muitas marcas, incluindo as empresas americanas Beyond Meat, Impossible Foods e Burger King para atrair consumidores, ainda seria permitida, pois não se refere especificamente à carne, disse um porta-voz da Interbev.

Investidores-anjo, capitalistas de risco, bem como maiores investimentos de gigantes agroalimentares como Cargill, Danone e Nestlé, ajudaram a aumentar a taxa de crescimento da indústria global de alimentos à base de vegetais. Esse crescimento está previsto em 19% ao ano durante o período 2022-2027 pela ResearchAndMarkets.

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email

NOSSOS PARCEIROS

Notícias Relacionadas

Notícias Relacionadas

Últimas Notícias

Revista SuiSite

Últimas Notícias

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data

Busca por palavra chave ou data

Selecione a Data
AviSite
PecSite
PecSite

Revista AviSite

CONFIRA OS DESTAQUES DA NOSSA ULTIMA EDIÇÃO

imagem01

Mais de 120 mil animais foram imunizados contra Peste Suína Clássica em Alagoas

A campanha faz parte do projeto piloto de implantação do Plano Estratégico Brasil Livre de Peste Suína Clássica (PSC). Página 18.

imagem02

Sistema de Gestão e Mobilidade à frente da Agroindústria 4.0

A Agrosys acompanha e segue atenta às mudanças que o mercado exige e entende que a transformação digital através de Sistemas de Gestão inteligentes tem sido essencial para alavancar todos os negócios relacionados à agroindústria. Página 20.

imagem03

Produção de carne suína de qualidade por meio de recursos genéticos e seus cruzamentos

Este trabalho apresenta algumas informações de pesquisa relacionadas à genética e demais fatores envolvidos nas alterações da qualidade da carne, e também as possíveis opções para melhorar a qualidade da carne no curto prazo, preservando o bom desempenho do sistema produtivo. Página 24.

imagem04

O que a genética reserva para o futuro da suinocultura

O advento de técnicas como a genômica, a edição genética, a evolução da bioinformática e o surgimento de novas metodologias reprodutivas, têm possibilitado um progresso genético mais rápido e eficaz. Página 34.

imagem05

Saúde intestinal na porca e seu impacto na produção de leite e resultados da leitegada

O período de lactação é fundamental na produção intensiva de suínos, pois ele está ligado diretamente ao desempenho subsequente dos leitões. Página 44.

imagem06

IPVS2022 tratará a suinocultura mundial de maneira holística

Os debates trarão informações e atualização de todos os elos da cadeia produtiva. Página 50.

imagem07

Está Chegando! Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura 2022

Além das oportunidades de negócios, o SIAVS será palco do maior congresso técnico do setor, com intensa programação e mais de 100 palestrantes do Brasil e de outros países. Página 54.

imagem08

O suinocultor está pagando para trabalhar

A suinocultura enfrenta a sua pior crise. Os altos custos de produção vêm na contramão dos baixos preços pagos pelo quilo do suíno vivo. Página 56.

Fale agora no WhatsApp